Diário do Lollo: Dessensibilização Corporal, pra que serve?

Você sabia que um abraço humano não é algo natural para um cão? Já reparou como eles se cumprimentam, principalmente quando não se conhecem? Costumam tomar bastante cuidado nas primeiras interações, se cheirando em movimento, trocando muitos sinais corporais…

Vemos com frequencia pessoas se aproximando de cães desconhecidos com uma postura corporal bastante intensa, já querendo dar um abraço ou se aproximar bastante do cão com o rosto, olhando diretamente para eles. Alguns cães são bastante tolerantes à isso, principalmente quando encaram pessoas como algo bom, não assustador e não perigoso, porém outros podem ter reações extremamente agressivas com esse tipo de aproximação, para tentarem afastar o “invasor” de seu espaço pessoal.

É possível ensinar um cãozinho a ser mais tolerante com a aproximação de pessoas. Existe uma técnica que se chama Dessensibilização Corporal e ela pode ser utilizada não só para acostumar o cão ao toque mas também para de forma geral tratar a ansiedade, agressividade e também evitar que o cão mostre estes comportamentos em diversas situações.

Geralmente a pessoa que mais manuseia o seu cão em locais “pouco convencionais” é o veterinário (quase sempre um estranho para o cão) com exames nas orelhas, boca, patas e medindo a T˚. É esperado que o animal não aceite esses procedimentos de um estranho, principalmente quando não foi acostumado à isso pelos donos.

b2ap3_thumbnail_leash.jpg

Na foto acima, vemos um cão mostrando diversos sinais de que está sendo forçado a fazer o que não está preparado. Esse tipo de postura não é comum em clínicas veterinárias e banho e tosa? Mesmo assim seus sinais não são respeitados, os cães são forçados a passar pelos procedimentos (muitas vezes em uma emergência), porém se isso é feito de forma constante como em banhos por exemplo, o animal pode não ter outra alternativa a não ser mostrar agressividade. Se esse animal tivesse sido acostumado à todos esses procedimentos desde filhote, estaria mais preparado para as situações, encarando-as como positivas ao invés de traumatizantes. Foto retirada daqui.

Com o Lollo desde o primeiro dia tenho feito Dessensibilização Corporal e limpeza de orelhas, boca, patas, além de massagem pelo corpo todo e escovação completa. No começo ele sempre queria morder a minha mão e a escova como forma de brincadeira e excitação mas agora tem aceitado bem esses procedimentos e às vezes até dorme!

O ideal é que o dono faça isso todos os dias por pelo menos 5 minutinhos, cada dia focando em uma parte do corpo para massagem ou um procedimento como limpeza de ouvidos, corte ou lixar as unhas, escovação dos dentes. Tive uma cliente que todas as vezes que chegava em casa fazia o “momento de limpeza” da sua cadelinha em cima de uma caminha no canto do sofá. Depois de algumas semanas era batata, a dona chegava e a cachorrinha, ainda filhote, já ía para a caminha esperar pela sessão de beleza!

Após iniciar esse trabalho de Dessensibilização Corporal com o Lollo em casa, estou acostumando ele ao ambiente de clínica veterinária, aos procedimentos veterinários e à vários equipamentos como estetoscópio, termômetro, aquela lanterninha para ver como estão os olhos do cão, focinheira, cheiros diversos bem particulares de uma clínica e até à mesa, que foi o item que ele mais estranhou até agora (a mesa veterinária é feita para que os cães fiquem com medo e imóveis). Ele levou um tempo para conseguir andar em cima dela mas após uns 15 minutos já estava bem solto!  

b2ap3_thumbnail_1381233_435686269873638_1012755709_n_20131010-123020_1.jpg

Todos os procedimentos estão sendo associados com comida (ração e petiscos) e após termos criado uma associação positiva poderosa, não será mais necessário.

Vamos fazer visitas à tia Victoria Pryor, veterinária dele, várias vezes por semana até que ele se acostume completamente! Converse com seu veterinário e proponha esse tipo de procedimento com seu cão. Caso ele não concorde, procure outro profissional que entenda a necessidade desse treino e que como a tia Victoria Pryor, dê total apoio e suporte! Depois disso, será a vez da dessensibilização do banho.

Cães que são manuseados em sua rotina geralmente são mais calmos, tolerantes e relaxam rapidamente com o toque em momentos ou ambientes estressantes. Alguns meses de dedicação valem muito a pena para prevenir medo e agressividade nessas situações pelo resto da vida do cão. Você costuma fazer massagem ou procedimentos de limpeza e com o veterinário em seu cãozinho?

Se quiser ver todos os posts do Lollo, acesse a TAG Diário do Lollo e Cães de Assistência, no menu ao lado.

By | 2017-01-18T11:43:07+00:00 outubro 10th, 2013|Categories: Blog|Tags: |1 Comentário

Um Comentário

  1. tvm 25/10/2017 em 14:50 - Responder

    Adorei, é um assunto que precisa de muito mais atenção!

Deixar Um Comentário