Diário do Lollo: Um cão intenso…

Eu falo que o Lollo é o cão mais intenso que eu conheço e tenho que ouvir que ele puxou a mim. Veja se não tenho razão: 

  • Lollo não bebe água como qualquer cão normal, ele mergulha no pote. Ele bebe cada gota prevendo a seca do Nordeste, durante 30 segundos, 1 minuto eu já contei e são tão intensos os movimentos que ele faz que o potinho fica mexendo e às vezes até desmonta! E depois sai babando metade da água que ficou armazenada nas bochechas pela cozinha toda. Dali 5 minutos repete todo o procedimento;
  • Ele não solta um pum como qualquer cão normal, eu acordo a noite com o cheiro! Meu organismo deve entrar em estado de alerta: CUIDADO, TÓXICO, TÁ PEGANDO FOGO, ou acorda ou morre.
  • Ele não é apenas um cão calorento, ele se debate no chão, na caixa, no carro quando está com calor, até eu resolver a situação (nas noites de calor não basta o ventilador estar ligado na cara dele, a porta E a janela precisam estar abertas prá fazer corrente de ar gelado da madrugada);
  • Ele não corre à toda velocidade somente, quando está atacado, mas não desenvolveu a capacidade de parar, se chocando com o que quer que seja sem nenhum tipo de abalo psicológico (para ele! Só hoje derrubou a fruteira, uma caixa e o ventilador);
  • Ele não é apenas fofo como todo labrador filhote, ele é AMASSÁVEL! Quem já amassou ele sabe do que estou falando. A cara é feita prá apertar, as orelhas são gordas! O pescoço dele tem uma papa deliciosa de mexer e as bochechas? Sem comentários prás bochechas. E o pior de tudo não é a gordisse, é a cara de prazer que ele faz, quanto mais o ser aperta mais ele recompensa com essa cara de: – Continua!!! Isso, mais pro lado…aeeee! (uma pessoa que fez um curso nosso em que ele estava me disse: – Sara, eu NÃO CONSIGO parar de amassar o Lollo – e o taxista esperando…)
  • Como se não bastante dormir profundamente, o ronco faz parte! Tem que roncar, gente do céu. Muda de posição roncando e ronca muito alto (parece o Leo rs);
  • E quando ele pega o chinelo do Leo, que é o prêmio máximo? Faz a volta olímpica e depois vem rebolando tanto que até ganhou o apelido de “Gordinho sensual” (o Leo imitando ele é impagável… rsrs)
  • Quando ele tira a última bolinha de ração de dentro da petball, ele começa o jogo de: – Quanto tempo será que ela resiste? Ele dá uma surra na petball, coitada, joga prá cima, bate, empurra, soca ela contra tudo que estiver no caminho, é tão intenso que eu não consigo ficar no mesmo ambiente que ele por muito tempo, incomoda, de tanto barulho que faz. Não sei como ela sobreviveu até hoje (Parabéns, Dalton!);
  • Ele não somente gosta muito de pessoas, ele as ama em uma intensidade que é impressionante. Até aquelas pessoas mais antipaticazinhas, as que tem “cc” também (!!). Ele ama muito, mesmo, e demonstra cada centímetro desse amor;
  • Ele não faz apenas um cocô de tamanho proporcional ao tamanho dele pela manhã, ele faz três, na sequência;
  • O xixi ou melhor a poça, essa sim é proporcional à quantidade de água que ele bebe!

Carinha básica do dia a dia:

b2ap3_thumbnail_IMG_9595.JPG

Zoando o boneco na Pet South America:

b2ap3_thumbnail_IMG_9774.jpg

Zoando o Toddy:

b2ap3_thumbnail_IMG_9929.JPG

Posição básica de prazer do dia a dia:

b2ap3_thumbnail_IMG_9980.JPG

Quando Lollo foi nascer, ele disse prá Deus:

“Eu gosto do sabor intenso das coisas desmedidas (me mande para uma pessoa sem noção igual eu)

Tudo que é bom, que eu viva em exagero (isso mesmo, uma sagitariana!)

Mas não é que eu queira morrer de um jeito fulgás. O que eu quero é viver em êxtase (ó céus, minha alma gêmea!).”

Augusto Branco

É a Tia Sara voltando prá academia prá dar conta do labrador. Aquele, o intenso. 

By | 2017-01-18T11:43:04+00:00 dezembro 12th, 2013|Categories: Blog|Tags: |0 Comentários

Deixar Um Comentário