O SEGREDO do Treinamento de aves por Steve Martin

Steve MartinAcompanhamos o trabalho do Steve Martin há alguns anos. Ele é um excepcional treinador de aves dos EUA e, sem dúvida, uma das maiores influências filosóficas da Tudo de Cão.

Resolvi traduzir este texto porque transmite boa parte dos valores da Tudo de Cão: Ajudar a Sociedade, Respeito, Ética, Inovação e Busca por Excelência.

Este artigo transmite a idéia de que não há mágica para sermos bem sucedidos e ainda, nos mostra que para sermos treinadores melhores, precisamos ser pessoas melhores e não há melhor maneira do que através do estudo, dedicação, trabalho e principalmente, respeito (um dos valores fundamentais da Tudo de Cão).

O artigo original encontra-se aqui.

Acesse o site do Steve Martin clicando aqui.

O SEGREDO do Treinamento de Aves

Autor: Steve Martin – Presidente da Natural Encounters, Inc.

Tradução Livre: Leonardo Ogata

Resumo
A profissão de treinador de animais passou por grandes mudanças nos últimos anos. Técnicas coercivas estão dando lugar a abordagens mais gentis que permitem aos animais serem participantes e dispostos a realizar os comportamentos nas nossas apresentações. Este trabalho irá explorar vários aspectos fundamentais que formam a base do sucesso no treinamento.

SteveMartin02O SEGREDO do Treinamento de Aves
Durante anos as pessoas têm me perguntado qual era meu segredo para treinar aves. Era como se eu alimentasse as aves com alguma poção mágica que as tornariam mais predispostas ao treinamento ou houvesse descoberto algum truque mágico para fazê-los cumprir a ordem para não saírem voando. Eu sempre encarei simplesmente como ingenuidade das pessoas por não saberem quanto trabalho e habilidade precisaram ser desenvolvidos para o sucesso no treinamento. Mas, uma noite em um bar, enquanto conversava com um casal da minha equipe, sobre esses equívocos comuns, pensei comigo mesmo: “Talvez tenhamos descoberto o segredo para o treinamento de aves.”

Conforme Cari, Dillon e eu conversávamos sobre as coisas que nos tornaram treinadores bem sucedidos, o segredo começou a tomar forma. Não demorou muito para que um guardanapo de bar revelasse o segredo do treinamento. A fórmula mágica é composto por esses ingredientes: S = Science (Ciência), E = Empowerment (Dar poder); C = Communication (Comunicação); R= Respect (Respeito); E = Enrichment (Enriquecimento) e T = Trust (Confiança).

Ficamos orgulhosos do fato de que nosso SEGREDO não era realmente mágico. Era simplesmente a base para o bom desempenho do treinamento que praticamos todos os dias. Nós prometemos partilhar o nosso segredo com os outros para estimular a discussão sobre a base das boas estratégias de treinamento. O que se segue é o nosso SEGREDO para o sucesso no treinamento de animais.

Science (Ciência)
Estamos constantemente aprendendo com o nosso meio ambiente e desenvolvendo habilidades que ajudam a nos adaptar em todos os aspectos de nossas vidas. Uma das habilidades mais importantes associadas ao bom treinamento de animais envolve o entendimento da aplicação da ciência do comportamento.

As leis de comportamento são tão válidas e relevantes quanto as leis da gravidade. A maioria das pessoas sobrevive confortavelmente sem a compreensão da lei da gravidade. Mas, felizmente, outras pessoas tinham uma visão de voar em um avião, e sua compreensão da lei da gravidade desempenhou um papel importante no seu sucesso. É a compreensão da lei da gravidade que permitiu ao homem voar … e não apenas voar, mas também voar muito além da imaginação … voar todo o caminho até Lua e muito mais.

No mundo animal, muitas pessoas se sentem confortáveis em ficar no seu atual nível técnico. Eu sei que, certamente, isto ocorreu por muito tempo na minha carreira. Eu achava que era um grande treinador. Mas agora, olhando para trás, eu percebo o quanto eu tinha a aprender. Eu não sabia o que eu não sabia. Quando eu finalmente comecei a aprender sobre a ciência do comportamento, as minhas habilidades começaram a melhorar. Não só eu comecei a entender porque muitas das coisas que eu estava fazendo funcionavam, mas o mais importante, eu comecei a entender como melhorar o que eu já fazia. Compreender e aplicar a ciência do comportamento me levou a um nível técnico que eu nunca soube que existia. A ciência do comportamento nos ajuda a planejar o nosso trajeto, resolver os nossos problemas, e nos dá combustível para irmos aos mais elevados níveis de desempenho.

Empower (Dar poder)
Steve Martin - MarabouOs melhores treinadores concentram uma enorme energia em dar poder aos animais no ambiente em que trabalham. Há inúmeras maneiras de fazer isto. Você pode dar poder de fuga a um animal para escapar por uma área aberta ao invés de um espaço confinado. Isso muitas vezes leva o animal a ter mais chances de apresentar uma linguagem corporal confortável na sua abordagem, mais disposto e motivado para participar das sessões de treinamento.

Segurar uma ave de rapina por uma Jesse (equipamento da falcoaria) é uma maneira óbvia de tirar o poder do animal de fugir, mas andar com ela junto a uma parede ou através de uma porta também limita o seu poder de fuga. Quanto mais poder de fuga você puder dar a uma ave, provavelmente, maior será a vontade dela de participar das suas sessões de treino.

Mostrar aos animais que eles têm o poder de modificar a sua linguagem corporal é outro dos segredos de um bom treinamento. Um treinador perspicaz pode perceber os sinais sutis de desconforto em um animal quando se aproxima desse animal. Se o treinador pára ou faz uma pausa, o animal pode relaxar e até mesmo ganhar confiança quando o treinador se afasta.

Se um papagaio te ataca e você se afasta, você dá à ave uma forma de dizer não. Quando você recua onde há o menor sinal de desconforto, a ave não precisará te bicar. Com o poder de controlar a sua proximidade, você perceberá que os animais escolhem ter você por perto.

Communication (Comunicação)
O melhor treinamento ocorre quando há uma troca de informações clara. Um treinador usa “comandos” para dizer ao animal o que ele quer que faça e o animal diz ao treinador, através de sua linguagem corporal, se quer participar ou não. Os melhores treinadores são sensíveis até à expressão mais sutil da linguagem corporal do animal que estão trabalhando. Esta comunicação de duas vias, onde a voz do animal é tão importante quanto a voz do treinador, prepara o palco para o treinamento bem sucedido.

Grandes treinadores praticam uma comunicação honesta e evitam fazer qualquer coisa que possa enganar ou confundir um animal. Eles possuem a habilidade de marcar, no momento exato, a ocorrência do comportamento correto e se comunicam claramente a fim de mostrar o que era necessário para ser recompensado. Eles também entendem como formar um comportamento utilizando pequenas e sucessivas aproximações (shaping).

Clicar e, logo após, recompensar fornece uma clara comunicação que ajuda o animal a entender o significado do clicker. Frequentemente os treinadores não recompensam após o som do clicker e acabam, gradualmente, perdendo este poder. Uma comunicação clara é essencial para o bom treinamento.

Steve Martin - African Crowned CraneRespect (Respeito)
Os melhores treinadores respeitam cada animal como um indivíduo. Isto é único, especial e importante em seu próprio direito. O fato de dois animais serem da mesma espécie e criados em um mesmo ninho pelos mesmos pais não significa que seu comportamento será igual ou até mesmo, semelhante. O comportamento é mais um produto da experiência do que da genética. Não existem dois animais que se comportem da mesma forma, mesmo gêmeos idênticos. Cada animal tem sua própria referência para recompensas, as suas próprias perspectivas em situações diferentes, e seu próprio comportamento individual que tem sido moldado por inúmeras experiências com o ambiente. Às vezes, esse comportamento pode ser indesejável, ou problemático, o que leva as pessoas a rotular uma ave, como a “gritadora”, “traiçoeira”, ou “agressiva”. Mostramos respeito aos animais quando aceitamos que estes comportamentos têm uma função ou satisfazem uma necessidade da ave, e tentamos encontrar formas para satisfazê-la de outra maneira.

Embora muitas pessoas gostem de fazer a comparação, os papagaios não são o equivalente mental de uma criança. Eles são bonitos, inteligentes, incríveis animais, nada menos. Todos os treinadores deveriam respeitar as suas aves como seus parceiros e é seu dever fornecer a melhor vida e ambiente possível.

Enrichment (Enriquecimento)
O enriquecimento ambiental é mais do que colocar brinquedos na gaiola do papagaio ou jogar uma boomer ball para um condor em exposição. Enriquecimento envolve permitir aos animais uma oportunidade de usar seus sentidos e adaptações para “ganhar” vida, algo que lhes é tirado quando os colocamos em gaiolas.

Não importa quão grande, bonita e interessante uma gaiola possa ser, ainda é uma gaiola com oportunidades limitadas de novas experiências. A vida em cativeiro é previsível e rotineira. O mesmo alimento é entregue pela mesma pessoa, na mesma hora, na mesma tigela, todos os dias. O enriquecimento permite aos animais uma oportunidade de interagir com seu ambiente para tomar decisões, ações e experimentar as consequências positivas destas ações.

Alguns itens de enriquecimento ficam aquém da intenção da atividade de enriquecimento. Alguns animais têm medo de itens novos, ou não possuem as habilidades para fazerem uso dele. Oportunidades de enriquecimento são aquelas destinadas a melhorar a vida de um animal. Para alguns animais, treinar vai ajudar a melhorar a sua capacidade de interagir com itens de enriquecimento. O treinamento, por si só, pode ser um enriquecimento.

O enriquecimento ambiental pode ser tão complexo como um quebra-cabeça com comida, brinquedos ou novos alimentos que você colocou para o seu animal.

Trust (Confiança)
Toda vez que você faz algo que seu pássaro gosta, você faz um depósito de confiança na conta corrente do seu banco de relacionamento. Coçar a cabeça, um elogio verbal, companhia ou utilizar alimentos como recompensas são depósitos na sua conta corrente.

Quando você faz algo que seu pássaro não gosta, você faz um saque da sua conta corrente. Cada vez que você força a sua ave a subir no seu dedo, força a entrar em sua gaiola quando ela não quer, ou até mesmo puxar o rabo para fazer com que se vire, você está fazendo um saque da sua conta.

Seu banco de relacionamento é semelhante ao seu próprio banco em que você tem que trabalhar duro para fazer os depósitos. Mas, fazer saques é fácil. Você coloca o cartão no caixa eletrônico, aperta alguns poucos botões e o dinheiro sai. Você sente a gratificação imediatamente. É a mesma coisa com suas aves.

É um pouco mais trabalhoso usar o reforço positivo para fazer os depósitos, e é fácil forçá-los a fazer coisas que não querem fazer. Você persegue a ave dentro da gaiola e, finalmente agarra-a pelos pés e tira-a da gaiola. A gratificação imediata.

Entretanto, esses métodos aversivos são os saques da conta corrente. Quando você saca muitas vezes, você vai à falência. Com o seu pássaro, ele não virá mais perto de você. Você estará com problemas de relacionamento.

Felizmente, a confiança pode ser construída quando desapareceu de um relacionamento. Mas leva tempo e muita repetição de experiências positivas.

Você sabe que tem a confiança de um animal quando ele se aproxima sem hesitação e fica perto se entretendo com comportamentos associados ao estado relaxado como dormir, se limpar, comer, etc.

Sem confiança, você tem poucas chances de treinar um animal. Com confiança, quase tudo é possível.

Steve MartinConclusão
O segredo do treinamento de animais não é mágica. É a interação de seis componentes fundamentais cujo efeito combinado é maior do que a soma dos seus efeitos individuais. Em outras palavras, o SEGREDO, composto de Ciência, Dar poder, Comunicação, Respeito, Enriquecimento e Confiança, cria uma sinergia entre os animais e seus parceiros humanos, o que representa sucesso para nós, como treinadores, e melhora a qualidade de vida para os animais que treinamos.

Biografia
Steve Martin é o atual presidente da Natural Encounters, Inc., uma empresa com mais de 20 treinadores de animais profissionais, e da Natural Encounters Conservation Fund, Inc., uma empresa dedicada a levantar fundos para a conservação.

Steve Martin também produz e apresenta shows educacionais com animais e presta serviços de consultoria comportamental a diversos zoológicos no mundo inteiro. Ele é um administrador do World Parrot Trust, um membro da equipe central do Califórnia Condor Recovery Team, e do Conselho e membro fundador da IAATE.

By | 2017-01-18T11:43:17+00:00 Janeiro 18th, 2011|Categories: Artigos|Tags: |3 Comments

3 Comentários

  1. Claudio 25/02/2016 em 18:19 - Responder

    Isso é muito bom, pois é muito tê-las conosco em LIBERDADE”

  2. Daniela Furlan 09/03/2016 em 01:23 - Responder

    Muito legal!!

  3. Marcos Paulo Falcão 29/04/2016 em 21:58 - Responder

    muito bom já tinha noção de algumas coisas mais ajudou muito

Deixar Um Comentário