Treinando autocontrole

b2ap3_thumbnail_IMG_0136.JPG

Olá pessoal!

Vocês que acompanham o nosso Blog já devem conhecer a história do Raposo, meu cão que tem alguns problemas de relacionamento em virtude da provável falta de socialização na infância, pois quando o peguei já era adulto.

Tenho feito muitos treinos de socialização e, em paralelo, exercícios de autocontrole que são essenciais para seu equilíbrio diante dos estímulos.  Vou contar um pouco desses treinos e seus resultados.

O Raposo detestava veículos em movimento, ele não podia ver um carro, moto ou ônibus passando perto que avançava e latia muito, ficando completamente descontrolado. Resolvi trabalhar com associações positivas a estes estímulos. Durante os passeios pedia comandos fáceis na presença desses estímulos, como se fosse uma brincadeira onde ele terá a oportunidade de se concentrar e consequentemente ganhar uma recompensa, que sempre tinha que ser a melhor de todas! Outra parte do treino incluía levá-lo pelo menos duas vezes por semana para “almoçar” na calçada de uma via muito movimentada, com carros, motos, ônibus e caminhões passando ao lado. E ele comendo a refeição, nem olhava para os lados!  Hoje nos passeios, fico atenta aos veículos passando, mas é para recompensá-lo pelo bom comportamento, pois ele já consegue praticamente ignorar em 90% dos casos.

Uma vez por semana ele vai passar algumas horas no Day Care. Fico todo tempo junto e treino várias aproximações com cães e pessoas. No início foi difícil mas logo aquele ambiente se tornou agradável e seguro  na visão do Raposo.

Foram horas de treinos contando com a ajuda de uma treinadora muito amiga e de outros cães que mostraram para meu Raposo que é muito bom fazer amigos.

O mais legal de todos foi o treino que chamamos de Chair Stay. Tudo começa com uma cadeira portátil (aquelas de praia ou camping, que podem ser levadas com facilidade para qualquer lugar). Treinei o Raposo em casa para ficar nessa cadeira sob comando, diante de vários tipos de estímulos: petiscos caindo, bolinha kikando, gente correndo, visita chegando, enfim, tudo que poderia criar de situações estimulantes em casa eu fiz. Depois disso levei para treinar no Day Care. Evoluiu tanto que hoje consigo interagir com outros cães, treinando ou brincando, me afastar até sair da vista dele, inclusive sair para a rua e ele não descer do Chair Stay em nenhum momento!!

b2ap3_thumbnail_IMG_0155.JPG

Chair Stay no Day Care

Muita gente acha que é um castigo só porque ele não pode sair do lugar. Na realidade o cão acaba entendendo que aquele lugar é tão seguro para ele que mesmo quando há “ameaças” ao redor o melhor é se manter lá pois nada de ruim acontece quando ele está sentado naquele lugar mágico e confortável.

Como o Raposo é um cão muito agitado para mim foi uma ótima forma de poder levá-lo em determinados locais onde antes eu jamais imaginaria ser possível. Na festa junina do Day Care ele foi, chegou, cumprimentou algumas pessoas, viu alguns cães depois sentou-se na sua cadeirinha e enquanto eu conversava e degustava as delícias típicas desses eventos, ele se manteve na cadeira só observando o movimento.  Algumas pessoas se aproximaram e outras até tiraram fotos, e ele, todo comportado!  Fiquei orgulhosa!

Esses e os demais treinos continuam, até porque a generalização de situações é algo quase sem fim, mas o que acontece de fato é que a cada resultado alcançado surgem maiores possibilidades de poder levar meu “malvado favorito” comigo onde eu quiser e isso é o que eu mais quero.

Meu próximo plano é levá-lo para praia. Quero ele ao meu lado admirando o mar bem calminho. Juro que vou fotografar para vocês, me aguardem.  🙂

 

Até a próxima!

By | 2017-01-18T11:43:08+00:00 agosto 5th, 2013|Categories: Blog|Tags: |0 Comentários

Deixar Um Comentário