Zoológico de São Paulo

Eu e Leo fomos ao Zoológico de São Paulo em maio desse ano. Primeiro, é notável a diferença em alguns setores do zoológico. Muitos recintos foram reformados, aumentados e modernizados. Outros continuam com aspecto de abandono. O recinto que mais me impressionou foi o da Hárpia, que está em extinção. É imenso.
Aliás, atualmente, este é o maior zoológico do Brasil e tem 50 anos, abrigando mais de 3.200 animais.
Leão

Leoa: sempre com a língua para fora
Há um grande esforço, atualmente, em proporcionar bem-estar físico e saúde mental para os animais. É uma tendência. O antigo modelo de zoológico (ainda existente em muitas cidades do Brasil), felizmente está caminhando para um fim. Apesar da falta de verbas na maioria dos zoológicos, há um crescente interesse em melhorar a qualidade de vida dos animais. Outro dia vi uma foto de um chimpanzé e a expressão dos olhos dele me deixaram triste.

Pancho, animal mais velho do Zoológico de Buenos Aires
Os programas de reprodução de espécies ameaçadas de extinção são extremamente importantes, e os zoológicos podem e devem colaborar para seu sucesso. Mas a prioridade ainda parece ser outra. Esse tipo de iniciativa pode custar caro e requer pessoas com altos níveis de conhecimento técnico sobre cada espécie a ser trabalhada.







Tigre Siberiano Branco, minha paixão
Eu voltei para casa imaginando como seria maravilhoso e estimulante ensinar alguns animais do zoológico. Os leões marinhos sabem alguns truques e já chamam bastante atenção com isso.
Ficamos bastante tempo observando os chimpanzés (e sua semelhança conosco). A movimentação, o cuidado com os filhotes.
Filhotinho
Dois filhotes e um adulto

Filhote mais velho ajudando o mais novo a subir

Quadros com informações sobre os animais:
O treinamento usual em zoológicos de outros países é baseado em facilitar o manejo dos animais, seja para olhar os dentes, fazer um check up, aplicar injeções ou tomar medicamentos, e também na mudança de recintos. Um treinamento básico e rápido, neste sentido, pode economizar horas de estresse e espera, tanto por parte dos tratadores e veterinários, como do próprio animal.

 

By | 2017-01-18T11:43:24+00:00 setembro 13th, 2008|Categories: Blog|Tags: |2 Comments

2 Comentários

  1. Ca 15/09/2008 em 12:35- Responder

    Eu não sou MTO fã de visita ao Zoológico mas eu vou…Sobre esse lance de treinar os bixos, eu acho dimais.Uma vez estive com a Cristiane, que treinou o gorila (nao lembro se era do zoo-SP), q era super agressivo e talz, e ele passou a encostar o peito na grande para que fosse auscultado. Ela mostrou fotos e vídeos… Confesso que chorei…

  2. Maria 19/09/2008 em 02:30- Responder

    sara já que voce colocou fotos de leões eu não resisti em te dar uma sugestão, no youtube tem um video INCRIVEL sobre dois caras e um leao, o nome do video é “Lion and Friends”, dá uma olhada, se voce já nao viu né…..Beijos!

Deixar Um Comentário